Acerca de mim

A minha foto
"Com pequenas variantes, era um dia como todos os outros, até que bateste levemente na porta e inundaste a minha sala com a água clara dos teus olhos e salvaste a minha vida com um filtro mágico do teu sorriso e acendeste o mundo com o outro da tua trança semidesfeita e disseste, venho saber no que posso ajudá-lo, o meu nome é Inês."

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

abrigo ou mar :)

( Fev-2008; hoje aqui a propósito de uma conversa! )
Hoje, finalmente, aceitei que tu fosses embora da minha vida. Sem promessas, sem pedidos, sem juras, sem súplicas e sem medos. Não te posso querer prender a mim e obrigar-te a estar comigo. Hoje deixo que vás e que faças a tua vida porque hoje, mais que em qualquer outro dia, eu vi que tu serás sempre parte da minha vida. Podes ir, podes um dia voltar e mesmo que isso demore mais tempo que esta vida. Eu vou ficar aqui, vou pensar como seria se estivesses cá mas vou caminhando. Queira Deus que te encontre numa paragem deste meu novo caminho, queira Deus que tu e eu sejamos um só, como sempre eu havia desejado. Queria Deus e queira o mundo que a nossa vida seja feliz, sem promessas, tal qual como hoje eu fiz para aceitar que partisses. Podes voltar, sim – podes voltar! As vezes que quiseres porque partes hoje sem me magoares.
O teu olhar - um abrigo para voltar ou um mar para me perder.

4 comentários:

i_see_dead_people disse...

gostei muito do texto, como sempre claro :D

és a minha Poetisa preferida!! eheheh

beijinho **

i* disse...

O que quer que eu possa dizer será sempre insuficiente. Mas mais uma vez, obrigada. Pelo significado que isto tem para mim. Falámos ainda tão poucas vezes e já conheces a minha essência!...
Tenho que dizer a verdade, emocionei-me ao ler. Porque sou eu que estou nestas palavras. Mais do que em qualquer outras. Essa, sou eu.
Parece incrível, mas desde o primeiro momento senti que havia uma sintonia entre nós. Hoje, isso voltou a acontecer. Precisamente porque tenho andado a pensar que realmente já é tempo (...), e hoje, tenho estas palavras para mim! Coincidência(s)?! Não acredito nelas!
Uma das razões para eu ter ficado emocionada, é porque este texto especifica exactamente, literalmente, os meus sonhos, as minhas esperanças, as minhas preces..., e que eu nunca fui capaz de confessá-las a ninguém. É absolutamente isto - nem mais nem menos.
Nunca me esquecerei deste teu gesto e o texto irei relê-lo sempre. Vezes e vezes sem conta. Porque é isto. É a minha prece. É a minha esperança, a minha força e o meu sorriso!

És das pessoas mais bonitas que conheço*
E se há pessoas em que uma vida inteira não chega para conhecê-las verdadeiramente, outras há em que bastam poucos segundos para parecer que já se conhecem há uma eternidade :)

Com todo o carinho,
Ivone

coisas que acontecem ou não disse...

ola minha coisinha fofinha. Cm tás?Espero q estejas bem.

Espero bem q continues a seguir-m cm eu t vou seguir, aliás já adicionei o teu blog nos links deveras interessantes.

Tenho outro blog, chama-s Paneoix q tenho tb nos blogs deveras interessantes, qd quiseres vai dar uma espreita, é sobre algo q adoras. beijinhossss

Margarida disse...

Que texto lindo!!!! :O

Beijinho*