Acerca de mim

A minha foto
"Com pequenas variantes, era um dia como todos os outros, até que bateste levemente na porta e inundaste a minha sala com a água clara dos teus olhos e salvaste a minha vida com um filtro mágico do teu sorriso e acendeste o mundo com o outro da tua trança semidesfeita e disseste, venho saber no que posso ajudá-lo, o meu nome é Inês."

segunda-feira, 9 de março de 2009

saudades, tantas...

Estás sentada no terraço e para ti correm todos os meus rios. Entraste pelos espelhos: mal respiras. Vê-se bem que já não sabes respirar, que terás de aprender com as abelhas. Sobre os gerânios te debruças lentamente. Com rumor de água sonâmbula ou de arbusto decepado, dás-me a beber um tempo assim ardente. Pousas as mãos sobre o meu rosto, e vais partir sem nada me dizer, pois só quiseste despertar em mim a vocação do fogo ou do orvalho. E devagar, sem te voltares, pelos espelhos entras na noite acessa.
Tenho saudades tuas, aliás, terei sempre saudades tuas. É como se os dias corressem depressa de mais mas estão parados, naquele lugar triste e distante que te viu partir. Sorrias porque estavas feliz, e o teu olhar inundava-me por dentro. Mesmo quando estavas quieta, tu te mexias. Ou era eu que via isso pois em ti tudo era possível. Podes estar cada vez mais longe, mas quando te vejo estás cada vez mais perto - a brilhar em cada noite escura, a sorrir em cada dia triste, a festejar em cada dia alegre. Aliás, como sempre estiveste, nas minhas vitórias, nas minhas derrotas, nas minhas lutas e nos meus intervalos!

4 comentários:

ลndreia disse...

Haverá pessoas que irão permanecer sempre! *

Maria Miguel disse...

o texto está fofinho princesa. a saudade é um sentimento que pode tornar-se saudável, basta querermos :) *

Camisinha.com disse...

querida...

que coisa mais de linda!!!

bjus,

mamys...


:t

psiu: guarde segredo!

V disse...

como disse a andreia: há pessoas que são eternas *