Acerca de mim

A minha foto
"Com pequenas variantes, era um dia como todos os outros, até que bateste levemente na porta e inundaste a minha sala com a água clara dos teus olhos e salvaste a minha vida com um filtro mágico do teu sorriso e acendeste o mundo com o outro da tua trança semidesfeita e disseste, venho saber no que posso ajudá-lo, o meu nome é Inês."

terça-feira, 7 de julho de 2009

Sortilégio

Esta noite foi extenuante.
Eu percorria com os olhos todos os cantos
De um parque redondo.
Com uma pressa estonteante,
Um medo de me encontrar no mesmo sitio,
Sem que tenha observado o teu semblante.
Então todo o meu corpo irá sucumbir,
Os meus braços não terão a força que preciso.
Basta que tu chegues com esse jeito gelado
De quem já há muito está despojado.
No fundo, encontro ainda um pouco de ternura,
Que sobrou do tempo,
Que a alma não corrompeu.
É aí que me puxas bruscamente para ti,
Que aqueces este meu mundo.
Tudo acaba assim,
No entusiasmo deste nosso sortilégio.

4 comentários:

Pinguim Alegre disse...

Tive de escolher, porque tinha de agradecer o comentário. :)

Secreta disse...

Enquanto houver ternura , um pouco que seja, tudo tem um alento!
Beijito.

Maria Francisca disse...

Obrigada pelo teu comentário.
Gostei muito do teu. *

Mafii disse...

gostei!
vou seguir com mais atençao =) *